7 de novembro de 2011

0 Ansiedade

Meninas, encontrei essa matéria super recente sobre ansiedade e, como ando em falta com posts sobre Psicologia, resolvi dividir com vocês. Eu adoro a autora Ana Beatriz Barbosa, já li vários livros da Ana e qualquer pessoa pode ler os livros dela, ele são sempre super simples e fáceis de entender.

Como a matéria é muito grande eu deixei apenas as perguntas que achei mais interessante.

A matéria da revista Época:

Você acorda quase todos os dias com a sensação de que algo ruim irá acontecer? Também sempre está com uma constante sensação de tensão, esperando a todo o momento o pior dos mundos? Se a resposta for sim, há grandes chances de que a sua ansiedade esteja ultrapassando os limites. E chegar a esse nível pode significar que em algum momento você começará a se prejudicar no trabalho e na vida – se já não estiver se prejudicando. “As personalidades mais pré-dispostas a serem mais ansiosas são as perfeccionistas e controladoras”, afimou a psiquiatra Ana Beatriz Barbosa, autora do livro Mentes Ansiosas - Medo e a ansiedade além dos limites pela Fontanar, um selo da editora Objetiva.

A psiquiatra conta que tonturas, diarréias, insônia e alergias podem ser indícios de que a pessoa está ultrapassando os limites da ansiedade, o que pode levar até a um transtorno do pânico. Além disso, a ansiedade além dos limites passa a sensação de constante tensão. “O ansioso coloca o problema na frente do prazer”, disse a psiquiatra na entrevista concedida a Época NEGÓCIOS.

ansiedade

Em seu livro, a senhora cita que o medo e a ansiedade são como arroz feijão. Por qual motivo eles andam tão juntos?
O medo e a ansiedade são a mesma coisa para o organismo. Qualquer ser humano tem a reação do medo, que é programado para a nossa sobrevivência para enfrentar dificuldades. Quando essa reação surgiu, ela era ligada a uma sobrevivência material, no sentido de caçar e comer. Hoje, nós temos essa mesma reação, mas com um estilo de vida totalmente diferente. Nos dias atuais temos uma reação frente a um perigo, como medo de cachorro e de lugar fechado, por exemplo. Quando se tem ansiedade é a mesma sensação, a diferença é que o indivíduo não consegue identificar o que traz esse medo. Isso provoca no organismo uma reação de perigo, a pressão aumenta, assim como os batimentos cardíacos e a frequência respiratória. O corpo nos prepara para essa reação de ansiedade porque identifica que é a mesma sensação do medo.

A forte ansiedade pode levar ao transtorno do pânico. Como não chegar a isso?
É preciso cuidar do corpo. E não é só fazendo exercícios. Beber muita água é importante. O excesso de adrenalina só sai do corpo pela urina. Beber muita água significa que a pessoa está diluindo a substância no organismo e depois eliminando.

E o sono?
A insônia é outro sinal, o sono picado é muito típico de alto nível de ansiedade. Sonhar que perdeu a hora, prazos ou arquivos do trabalho também indicam que você pode estar mais ansioso que o normal. Pessoas que ficam muito irritadas, mesmo que não manifestem também são perigosas para si mesmas. E uma constatação interessante é quando a pessoa começa a fazer solilóquio, que é um diálogo interno. A pessoa começa a ficar chata, a reclamar do trânsito, da vida, do trabalho, de tudo e de todos. Quem ouve muito pessoas assim não se pode deixar contagiar. É preciso ficar atento.

Há um lado positivo da ansiedade?
Os ansiosos são as pessoas que dão o “start” para as coisas. São aqueles que anteveem as coisas, já têm um plano A, B e C. Desde que ele não faça isso uma coisa de vida ou morte, isso é muito interessante. Porque são pessoas que costumam se preparar para as intempéries da vida. Mas ele precisa saber que mesmo que ele tenha dez hipóteses, a vida um dia vai exigir a 11ª e ele vai ter que aceitar. Ele precisa entender que haverá situações em que ele não saberá o que fazer. Lembro apenas que esses exemplos se encaixam em pessoas ansiosas que não estão a ponto de adoecer. São pessoas que sabem administrar a ansiedade e admitem que precisam seguir algumas regras, senão extrapolam.

Como saber se sou uma pessoa muito ansiosa?
Personalidades mais pré-dispostas a serem ansiosas são perfeccionistas e controladoras. São aqueles que estão sempre revisando um trabalho e exigindo muito de si e de todos. Essas pessoas, além de adoecerem, podem adoecer os colegas. Para você saber qual o seu nível de estresse no trabalho, além das dores no corpo, é preciso perceber se você está sempre com uma sensação de tensão. É a sensação de que toda hora vai acontecer algo que vai te prender ou que algo negativo poderá te afetar. O ansioso pensa “não vai dar certo”, “será que vai ser bom?”. O ansioso coloca o problema na frente do prazer.

De acordo com o seu livro, um dado que contraria o senso comum é o fato de que o pânico ocorre com igual frequência nos grandes centros urbanos e nas regiões agrícolas. A vida agitada nas cidades então não influencia de nenhuma maneira o pânico e a ansiedade?
É errado imaginar que o centro urbano é o culpado por esse aumento da ansiedade. Na área rural também há muitos estressados. Nunca houve tantos conflitos na área agrícola, com pessoas sendo ameaçadas de morte, por exemplo. A produção agrícola passou a ser commodity, tem a preocupação com as pragas, mudanças climáticas e greves. Também é um ambiente de estresse para as pessoas. Mas é preciso lembrar que precisamos de uma dose de ansiedade. Caso contrário, nem levantamos da cama, porque não estaremos ansiosos para realizar nada.

Meninas, espero que gostem!!!

É muito importante procurar um profissional de sua confiança caso exista algum sintoma.

signature

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por visitar o blog, sua opinião é muito importante para mim. Volte mais tarde para ler a resposta. Beijinhos...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...